A história da Internet: como ela foi criada e quem estava envolvido

Mundo conectado

A Internet é uma vasta e poderosa rede de computadores que mudou a maneira como vivemos nossas vidas hoje. Mas como isso aconteceu? Quem foram os principais atores para criá-lo?

Neste artigo do blog, veremos a história secreta da Internet para explorar as respostas a essas perguntas. Desvendaremos a história de como a internet foi criada, quem esteve envolvido e quando ela foi estabelecida. Então, se você já se perguntou como surgiu a internet, junte-se a nós nesta jornada para descobrir a história secreta da rede mundial de computadores.

 

O primeiro uso registrado da palavra internet

O termo 'Internet' foi usado pela primeira vez na imprensa em 1972, por Vint Cerf e Bob Kahn em seu artigo intitulado "A Protocol for Packet Network Intercommunication". No entanto, o conceito de computadores em rede já existia desde a década de 1960. Em 1969, duas redes de computadores foram conectadas para formar a primeira internet, conhecida como ARPANET. A ARPANET foi uma precursora da internet moderna e conectou várias redes de computadores em instituições de pesquisa nos Estados Unidos. Naquela época, o termo ‘Internet’ se referia a uma grande rede de computadores conectados entre si para compartilhar informações e recursos.

Em 1974, a palavra “Internet” foi usada pela primeira vez em uma conferência internacional sobre redes de computadores. Esta conferência contou com apresentações de muitos dos principais cientistas da computação da época, incluindo Vint Cerf e Bob Kahn. Foi nessa conferência que o termo ‘Internet’ foi oficialmente adotado. Desde então, tem sido usado para descrever a rede global de computadores interconectados que conhecemos hoje.

 

As origens da ARPANET

As raízes da internet moderna remontam à Rede de Agências de Projetos de Pesquisa Avançada (ARPANET). Criada em 1969, a ARPANET foi um projeto financiado pelo governo que buscava explorar e expandir o potencial das redes de computadores. O projeto foi uma colaboração entre o Departamento de Defesa dos EUA, a National Science Foundation, o MIT, a UC Berkeley e o Stanford Research Institute.

No início, a ARPANET tinha apenas quatro nós - cada um representando uma universidade diferente - mas acabou crescendo para incluir mais de 100 computadores em 1972. Foi nessa época que a ARPANET desenvolveu uma variedade de novas tecnologias, incluindo o primeiro protocolo de controle de transmissão/protocolo da Internet (TCP/IP), bem como e-mail e transferência de arquivos. Essas tecnologias foram essenciais para estabelecer a base da internet atual.

Além de seus avanços técnicos, a ARPANET também forneceu uma plataforma importante para a pesquisa acadêmica. Ao tornar mais fácil para os cientistas colaborar e compartilhar dados entre várias universidades e centros de pesquisa, a ARPANET estimulou uma nova era de descoberta e colaboração científica. Não é surpresa, portanto, que a ARPANET tenha sido considerada um dos desenvolvimentos mais importantes da história da computação.

 

O nascimento do TCP/IP

Em 1973, o desenvolvimento de um novo tipo de protocolo de rede, denominado TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol), marcou o início da internet moderna. Este protocolo foi desenvolvido por cientistas da computação da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA).

Em sua essência, o TCP/IP era um protocolo de rede que permitia que dados fossem transmitidos entre computadores conectados em uma rede. Esse protocolo permitia que computadores em diferentes redes se comunicassem entre si, o que permitia o desenvolvimento de aplicativos distribuídos e a comunicação entre redes.

A versão original do TCP/IP foi criada em 1983, quando a DARPA a lançou como um padrão aberto. Isso permitiu que os desenvolvedores de software o usassem para criar aplicativos que pudessem se conectar e se comunicar facilmente pela Internet. Foi amplamente adotado na década de 1990 e ainda é a base para a maior parte da comunicação da web hoje.

Desde o seu lançamento, o TCP/IP passou por várias revisões e agora é considerado uma parte essencial da Internet. Seu sucesso levou ao seu uso em outras áreas de redes de computadores, como redes locais (LANs) e redes de longa distância (WANs). Sua adoção ajudou a transformar a internet no que ela é hoje, conectando bilhões de pessoas e máquinas em todo o mundo.

A ascensão do comercialismo na internet

Nos primórdios da internet, a atividade comercial era limitada. As empresas ainda não estavam familiarizadas com essa nova tecnologia e não havia infraestrutura para apoiá-la. Mas, com a chegada da década de 1990, também chegou o início do boom das pontocom. As empresas começaram a reconhecer o potencial da internet e passaram a investir fortemente nela. Esse período viu as primeiras empresas de hospedagem na web, o surgimento das compras online e do comércio eletrônico e a introdução da publicidade online.

O número de sites aumentou dramaticamente durante esse período, assim como o número de pessoas conectadas à internet. As empresas correram para ganhar uma posição no espaço digital e conquistar clientes. O início dos anos 2000 viu novos desenvolvimentos, como redes de mídia social, serviços de streaming, computação em nuvem e aplicativos móveis.

Hoje, a internet é uma parte central das operações da maioria das empresas. Do marketing ao atendimento ao cliente, as empresas estão usando a Internet para diversos fins. Vimos empresas como Amazon e Google se tornarem líderes do setor e o desenvolvimento de novos modelos de negócios, como software como serviço (SaaS). À medida que a tecnologia continua a evoluir, as empresas continuarão a confiar na Internet para suas operações.

 

A criação da World Wide Web

A World Wide Web (WWW) foi criada em 1990 pelo cientista da computação britânico Tim Berners-Lee. Enquanto trabalhava no CERN, a Organização Européia para Pesquisa Nuclear, Berners-Lee propôs uma nova forma de organizar a informação na internet para facilitar o acesso e o compartilhamento. Isso levou à criação da WWW, que permitia aos usuários visualizar páginas contendo texto, imagens e outras mídias por meio de navegadores da Web, como o Netscape Navigator e o Internet Explorer.

O objetivo inicial de Berners-Lee era tornar as informações mais facilmente acessíveis ao público em geral. Em 1993, o primeiro navegador da web foi lançado e marcou o início da internet moderna. Desde então, a WWW tornou-se parte integrante de nossas vidas, permitindo-nos acessar uma ampla gama de informações de todo o mundo com apenas alguns cliques do mouse. Hoje, a WWW é usada por milhões de pessoas todos os dias e continua a ser uma importante força motriz por trás da tecnologia moderna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up